Calendário

Setembro 2019
Se Te Qu Qu Se Sa Do
  1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30  

Ajudar empresas e consumidores a navegar no labirinto da ecologia

09.04.13 | Notícias

A Comissão Europeia está a propor métodos à escala da UE para medir o desempenho ambiental de produtos e organizações e a encorajar os Estados-Membros e o setor privado a adotarem esses métodos.

Hoje em dia, as empresas que pretendam dar destaque ao desempenho ambiental dos seus produtos enfrentam numerosos obstáculos. Têm de escolher entre os diversos métodos promovidos por iniciativas governamentais e privadas, são frequentemente obrigadas a pagar múltiplos custos pela comunicação de informações ambientais e veem‑se confrontadas com a desconfiança de consumidores, confundidos perante a proliferação de rótulos com informações que dificultam a comparação entre os produtos.

Segundo o último Eurobarómetro sobre os Produtos Ecológicos, o fluxo de informações ambientais gera confusão em 48% dos consumidores europeus. Várias federações industriais apelaram também à definição de uma abordagem pan‑europeia assente em avaliações de base científica à escala da UE e na Análise do Ciclo de Vida. Manifestaram receio de que a multiplicidade de iniciativas a nível dos Estados-Membros possa ser contrária aos princípios do Mercado Único, gerando confusão entre os consumidores e aumentando os custos para a indústria.

O Comissário Janez Potočnik, responsável pelo Ambiente, declarou a este respeito: «Para incentivar o crescimento sustentável, devemos assegurar que os produtos mais eficientes em termos de recursos e respeitadores do ambiente que existem no mercado sejam conhecidos e reconhecíveis. Ao disponibilizar informações fiáveis e comparáveis sobre os impactos ambientais e as credenciais de produtos e organizações, permitimos que as pessoas façam a sua escolha. E ao ajudar as empresas a alinharem os seus métodos, reduzimos os seus custos e a sobrecarga administrativa.»

A proposta de hoje – a Comunicação «Construir o Mercado Único dos Produtos Ecológicos» e a Recomendação relativa à utilização dos métodos – deve proporcionar informações ambientais comparáveis e fiáveis, criando confiança para os consumidores, parceiros comerciais, investidores e outras partes interessadas empresariais.